Dicas jQuery

Tenho um monte de links lidos e para ler. Estou tentando organizar as coisas, por isso vou começar a colocar a leitura dos mesmos em dia, categorizar e postar como dica para vocês.

Com certeza teremos muitas coisas legais misturadas com dicas para iniciantes, assuntos avançados e  coisas/praticas que não devemos seguir 🙂

Segue os primeiros links com algumas coisas legais de jQuery:
http://i18n.2kminterativa.com.br/jquery/jquery-getting-started-pt_br.html
http://visualjquery.com/
http://pedromenezes.com/os-40-melhores-plugins-da-jquery-para-facilitar-a-vida-do-desenvolvedor-web
http://pedromenezes.com/programar-plugins-jquery-produtividade
http://www.sastgroup.com/jquery/240-plugins-jquery
http://www.dirceupauka.com/excelentes-truques-e-dicas-para-jquery
http://code.google.com/p/checkboxtree/
http://www.datatables.net/

Espero que gostem!

Integração Sinatra, Cucumber e Webrat

Sempre que consigo algum tempo tento escrever alguma coisa no blog e desta vez quero mostrar como é fácil o desenvolvimento em BDD no Sinatra usando Cucumber e Webrat. Para quem numca ouviu falar nesses caras vamos as apresentações. 🙂

Quem é esse Sinatra?
Para quem não saber Sinatra é uma linguagem de domínio específico (DSL – Domain Specific Language) para a criação rápida de aplicações web escritas em ruby. Ele mantém uma característica mínima definida, deixando livre o desenvolvedor para utilizar as ferramentas que melhor lhe servir em sua aplicação.

BDD? Cucumber?
BDD ou Behavior Driven Development(Desenvolvimento Guiado por Comportamento) é uma técnica de desenvolvimento Ágil que encoraja colaboração entre desenvolvedores, setores de qualidade e pessoas não-técnicas ou de negócios num projeto de software. O foco em BDD é a linguagem e interações usadas no processo de desenvolvimento de software.

O Cucumber foi criado para permitir que você execute a documentação de funcionalidades de uma aplicação, escritas em texto puro (também conhecidas como “estórias”). Com o Cucumber, isto é uma especificação executável que você pode discutir com seu cliente e então usá-la para verificar o comportamento correto dos testes. Por trás dos bastidores, você faz isto funcionar criando “steps”, que são expressões regulares que executam código em Ruby.

Webrat
Webrat é uma ferramenta fantástica que permite escrever rapidamente testes de aceitação expressivos e robustos para uma aplicação web Ruby. Ele nos fornece entre outras coisas:

  • Simulador de browser de alto nível;
  • Suporta vários frameworks web Ruby;
  • Suporta os mais populares frameworks de teste;
  • Fornece uma API para verificar o HTML gerado usando CSS, XPath, etc.

Depois de feita as devidas apresentações vamos colocar a mão na massa. O primeiro passo é criar o diretório de nosso projeto.

1
2
$ mkdir sinatra-cucumber
$ cd sinatra-cucumber

Vamos acessar a pasta do projeto que acabamos de criar e executar os comandos abaixo para criar a pasta onde iremos definir nossas features.

1
2
$ mkdir features
$ touch features/ola.feature

Obs.: Para quem não conhece o comando touch apenas criou um arquivo vazio.

No arquivo ola.feature escreva o seguinte código:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
# language: pt
Funcionalidade: Ver páginas
  Como um usuário qualquer
  Eu quero acessar as páginas do sistema
  Para ter acesso a seu conteúdo
 
  Cenário: Página principal
    Dado que acabei de acessar o sistema
    Então Eu devo ver o texto "Olá, pessoal!"

Vamos executar o cucumber e ver o que acontece. 🙂

1
$ cucumber features/ola.feature

Como era de esperar o teste não passou. Vamos em seguida criar os testes para nossa funcionalidade mais antes iremos criar uma tarefa rake para otimizar a chamada do Cucumber.

1
$ touch Rakefile

O código para nossa tarefa rake que será executada com o comando “rake features” é o seguinte:

1
2
3
4
5
6
require 'rubygems'
require 'cucumber/rake/task'
 
Cucumber::Rake::Task.new(:features) do |t|
  t.cucumber_opts = '--format pretty'
end

Agora sim podemos continuar.

1
2
$ mkdir features/step_definitions
$ touch features/step_definitions/ola_steps.rb

No arquivo ola_steps.rb teremos o seguinte código:

1
2
3
4
5
6
7
Dado /^que acabei de acessar o sistema$/ do
  visit("/")
end
 
Entao /^Eu devo ver o texto "(.+)"$/ do |texto|
  response_body.should =~ Regexp.new(Regexp.escape(texto))
end

Estes dois passos simples fazem uma solicitação a url do nosso aplicativo pelo Webrat e verifica se a resposta contém o texto que estamos procurando.

Abaixo segue as configurações que fazem a integração realmente acontecer. Vamos configurar o ambiente do Cucumber para usar o Webrat.

1
2
$ mkdir features/support
$ touch features/support/env.rb

O conteúdo do arquivo env.rb deve ser o seguinte:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
require 'spec/expectations'
require 'rack/test'
require 'webrat'
 
Webrat.configure do |config|
  config.mode = :rack
end
 
class MyWorld
  include Rack::Test::Methods
  include Webrat::Methods
  include Webrat::Matchers
 
  Webrat::Methods.delegate_to_session :response_code, :response_body
 
  def app
    Sinatra::Application
  end
end
 
World do
  MyWorld.new
end
 
require File.dirname(__FILE__) + '/../../ola'

Agora que temos nosso cenário montado podemos escrever nossa aplicação web com essas simples linhas abaixo:

1
$ touch ola.rb
1
2
3
4
5
6
require 'rubygems'
require 'sinatra'
 
get '/' do
  "Olá, pessoal!"
end

Agora vamos executar mais uma vez o Cucumber e ver os testes passando para ficarmos felizes. 🙂

1
$ rake features

Bom pessoal, o objetivo foi cumprido e espero que tenha ficado claro como é fácil desenvolver em Sinatra usando BDD com Cucumber e Webrat. Sei que o exemplo foi bem simples e abaixo segue o código fonte do projeto e alguma referências para você conhecer mais do assunto.

Código fonte
http://github.com/igocoelho/sinatra-cucumber

Conheça mais
Livro de Sinatra em Português
http://sinatra.tailorfontela.com.br/

Aplicação simples com Sinatra
http://pomoti.com/aplicacao-simples-com-sinatra

BDD com Cucumber, Selenium e Rails
http://www.slideshare.net/cmilfont/bdd-com-cucumber-selenium-e-rails

Introducão ao BDD com Cucumber, RSpec, Webrat e Selenium – Parte I
http://jefferson.eti.br/?p=96

Introducão ao BDD com Cucumber, RSpec, Webrat e Selenium – Parte II
http://jefferson.eti.br/?p=105

Introducão ao BDD com Cucumber, RSpec, Webrat e Selenium – Parte III
http://jefferson.eti.br/?p=139

Screencast Ruby on Rails: Introdução a RSpec e Cucumber
http://vimeo.com/7108280

Desenvolvimento WEB na FATENE

No mês de Junho fui representar o JavaCE a convite do prof. Marcondes Alexandre da FATENE. O objetivo era ministrar algumas aulas na cadeira de Servidores WEB no curso de Redes de Computadores.

A ideia original era apresentar na prática aos alunos a configuração do Tomcat e o desenvolvimento para a web em Java com JSP e Servlets. Por causa de alguns problemas pessoais essas aulas não se concretizaram e nesse semestre foi realizada apenas uma apresentação falando dessas tecnologias.

Estamos organizando para o próximo semestre essas aulas e abaixo compartilho os slides da apresentação.

Disponibilizei os slides no Slideshare sobre Creative Commons, ou seja, é permitido copiar, distribuir, exibir e criar obras derivadas. Você pode alterar, transformar ou criar outra apresentação com base nesta.

Competição Java premiará os melhores

Rally de desenvolvimento será lançado em todo o Brasil e apresentará desafios para arquitetos, desenvolvedores e universitários

O Rally Java EE Open Source é a primeira competição nacional voltada para incentivar o desenvolvimento de projetos Open Source que abrange todos os perfis de profissionais da TI.

A idéia do movimento é desafiar os profissionais e possibilitar sua projeção no mercado. Além disso, eles terão a oportunidade de ampliar seus conhecimentos em diversas ferramentas Open Source e ainda ganhar prêmios valiosos.

Dividida em três categorias distintas – arquiteto, desenvolvedor e universitário -, a competição vai premiar os melhores em cada categoria. Entre os prêmios estão: uma viagem de sete dias com acompanhante, notebooks, Playstation 3 acompanhado de TV LCD 42”, iPods, vouchers para certificação Java e assinaturas da revista Java Magazine.

O lançamento oficial será em abril e as inscrições estarão abertas de 1º de maio a 30 de junho. Após se inscrever, o participante terá três meses para desenvolver seu projeto e submeter à comissão julgadora. O resultado dos melhores será divulgado em outubro na revista Java Magazine, apoiadora institucional da competição.

Já a entrega dos prêmios e medalhas será realizada dia 23 de outubro, em São Paulo, e os selecionados terão as despesas pagas pela organização para participar do evento. Nesta ocasião, eles apresentarão suas soluções à Comissão Julgadora que escolherá o vencedor de cada categoria. Além dos prêmios e medalhas, o primeiro lugar de cada categoria também terá a divulgação do seu mini-curriculo na revista Java Magazine.

Acompanhe as informações no site da competição www.rallyjavaeeopensource.com.br. Leia também dicas mensais de desenvolvimento na revista Java Magazine.